quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Não foi por isso


Juntei as pessoas mais improváveis,
os seres mais pouco distraídos,
os de sentimentos estáveis
e de juízos nada revertidos,
mas não foi por isso que deu certo.

Juntei as pessoas mais desagradáveis,
os mais convencidos,
de sentimentos inflamáveis,
com fama de bandidos,
foi exatamente por isso que deu certo.

Juntei as palavras mais bonitas,
os verbos menos vulgares
e os sentimentos mais reais,
mas não foi por isso que passou a fazer sentido.

Juntei as palavras mais esquisitas,
falei contigo, mesmo sem aqui estares
e nem tuas sombras foram reais,
mas não foi por isso que passou a não fazer sentido.

3 comentários:

  1. Às vezes as palavras e os gestos são tão inúteis quando o silêncio é maior....
    Gostei do poema.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Olá meus amigos, como é maravilhoso encontrar sites com este seu. Parabéns pelo belo trabalho, já estou seguindo.
    Aproveitando a oportunidade gostaria de compartilhar com você nosso
    blog. Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.

    AGUARDAMOS SUA VISITA

    Atenciosamente

    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderEliminar