domingo, 26 de setembro de 2010

Tudo o que deu

Decidida noite
sonha sobre os meus sonhos
quase enfadonhos,
de inveja rói-te,
lábios castanhos,
olhos rosa,
és um estranho
poema em prosa,
linhas diagonais
escritas com dom,
palavras especiais,
cheias de som
que só tu sabes tocar,
tua alegria estudo
és a maior nuvem do céu,
quem me dá tudo
merece a mim e a tudo o que deu.

2 comentários:

  1. Olá Poetisa, vim te ler e não me arrependi. Agradeço o teu olhar. Será um prazer seguir-te.

    ResponderEliminar