quinta-feira, 10 de março de 2016

Está a esquivar


Elas me apertam.
Elas querem sair a todo custo!
Elas não se importam
se é ou não justo.

Elas como que esmurram a porta
sem medo de arrombar.
E ao ver-me sem escolha,
deixo-as rolar.

Não sei se rolam,
ou deslizam,
a fim de se divertirem.
Não sei se molham,
ou apenas traçam,
um caminho para fugirem.

O stress tomou conta de ti.
O coração? Um descontrolado.
Deixa a vida ficar sem rumo certo.
Tudo é precipitado.
 
Faço o que tenho de fazer.
O resto? Só se me apetecer.

(O problema é não apetecer nada.)

Mas o tempo cura tudo!
Ou deixa tudo expirar...
E de mim ele está a esquivar.

1 comentário:

  1. Um tempo de desencontros, amiga? Não desistas. Também isso passará...
    Um beijo.

    ResponderEliminar